quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Os principais seres mitológicos da Grécia Antiga

                          Principais heróis da mitologia grega e seus feitos.                             
                                 
Heróis : seres mortais, filhos de deuses com seres humanos. Exemplos : Herácles ou Hércules e Aquiles.


                                        Aquiles
 - participou do cerco da cidade de Tróia, ajudando na vitória grega. Era um excelente guerreiro, com muitas qualidades nesta área. Seu ponto fraco era o calcanhar. Morreu ao ser atingido neste local, por uma flecha arremessada por Paris. Este evento ocorreu durante a Guerra de Tróia. 
                                                  Herácles (Hércules)
  - a força física era a principal qualidade deste herói. Suas façanhas estão presentes nas histórias sobre os Doze Trabalhos de Hércules. Derrotou monstros e cumpriu vários desafios que seriam impossíveis para os humanos. Era filho de Zeus e Alcmena.
                                                            Teseu
 - venceu o Minotauro no labirinto de Creta.
                                                       Agamenon
 - guerreiro valente e forte, foi o guerreiro comandante na Guerra de Tróia
                                  
                                  Perseu
 - foi o herói que conseguiu decapitar a Medusa. 
                                 
                                 Ajax
-  herói guerreiro que também atuou nas batalhas da Guerra de Tróia
                                   
                                    Édipo
-  único a conseguir, com sua inteligência superior, decifrar o enigma da Esfinge. Tounou-se rei de Tebas.
                                 
                                   Cadmo
-  venceu o dragão que controlava a cidade de Tebas. 
- Atlanta heroína grega que participou da caçada ao javali de Caridon.


                                                             Ninfas 
                                           
As Ninfas eram figuras mitológicas na Grécia Antiga. Eram espécies de deusas-espíritos da natureza. Os gregos acreditavam que elas habitavam os campos, lagos, montanhas e bosques, sendo responsáveis por levar alegria e felicidade para as pessoas. Representavam o dom de fertilidade da natureza. Muitas ninfas eram a personificação de características e qualidades de deusas e deuses gregos.
Em grego a palavra ninfa (nimphe) possuía vários significados, entre eles, noiva e botão de rosa.
Muitas ninfas eram aladas (possuíam asas). Hérmia era considerada, na mitologia grega, a deusa de todas as ninfas.
Os gregos antigos prestavam muita devoção às ninfas, sendo comum as homenagens a estes seres mitológicos.

De acordo com o local onde habitavam, as ninfas recebiam diversas classificações:

                       

                                    - Efidríades: ninfas das águas
As Efidríades são ninfas da água. Sempre tinham guardiões que deviam proteger, ou curandeiros, intérpretes, etc. Tinham inimigos também.
Atualmente se fala que as ninfas da água são vistas em piscinas de hotéis, outros dizem que são inimigas das sereias, outros que são bruxas, etc. A palavra ninfa deriva-se de uma pequena história de ninar. As Efidríades, como ficavam nuas, tinham pequenas casas no fundo das piscinas e tinham diamantes e pedras preciosas.
                                 
                                          - Epigéias: ninfas da terra
Essas ninfas, são as protetoras do cultivo de plantas,deixam as terras boas com seus poderes, e protegem o que está sendo cultivado.
Os agricultores adoravam essas ninfas, por isso até faziam oferendas.
                                  
                                    - Náiades: ninfas das águas doces
Náiades são ninfas aquáticas com o dom da cura e da profecia. Assemelhavam-se às sereias e, com a voz igualmente bela, elas viviam em fontes e nascentes ou até cachoeiras; deixavam beber dessa água, mas não se banhar delas, e puniam os infratores com amnésia, doenças e até com a morte.
                              
                                   - Oreádes: ninfas das montanhas
Oréades, na mitologia grega, eram um tipo específico de ninfas que habitavam e protegiam as montanhas, as cavernas e as grutas. Elas não eram imortais, porém tinham vida muito longa e não envelheciam. Tinham ainda o dom de curar, profetizar e nutrir. Em geral, não se destacavam individualmente
                                        
                                       - Dríades: ninfas das florestas

Dríades ou Dríadas, na mitologia grega, eram ninfas associadas aos carvalhos. De acordo com uma antiga lenda, cada dríade nascia junto com uma determinada árvore, da qual ela exalava. A dríade vivia na árvore ou próxima a ela. Quando a sua árvore era cortada ou morta, a divindade também morria. Os deuses frequentemente puniam quem destruía uma árvore. A palavra dríade era também usada num sentido geral para as ninfas que viviam na floresta.
As ninfas de outras árvores são chamadas de  hamadriade.
- Alseídes: ninfas das flores
Na mitologia grega, Alseídes eram ninfas associadas aos bosques e suas flores. habitam nos canaviais e arvoredos Costumavam assustar viajantes que passavam por seus domínios.
Segundo a lenda Alseíde, a mais formosa das ninfas, protegeu a um campo de amapolas da fúria e dos raios de zeus. Logo, um arrependido deus olímpico, ao ver seu valor e desejo de cuidar das flores premiou a ninfa, dando-lhe este campo para sempre. Esta ninfa se vê implicada nos mistérios eleusinos.

Satiros

Sátiros : figura com corpo de homem, chifres e patas de bode.
Centauros
Centauros : corpo formado por uma metade de homem e outra de cavalo.
Sereias
 Sereias : mulheres com metade do corpo de peixe, atraíam os marinheiros com seus cantos atraentes.

Górgonas
Górgonas : mulheres, espécies de monstros, com cabelos de serpentes. Exemplo: Medusa

Quimera
                               
A quimera é uma figura mitológica que surgiu na Grécia Antiga, por volta do século VII a.C. Era representada, principalmente, por uma mistura entre o corpo de leão e de cabra. De acordo com a mitologia da Grécia, a quimera era espécies de fera que soltava fogo pelas ventas.De acordo com a mitologia grega, a Quimera foi destruída pelo herói grego Belerofonte com a ajuda de seu cavalo alado Pégaso.

5 comentários:

  1. Bom, mas faltou abordar outros pontos e postar o vídeo (nenhum comentário até o momento)

    ResponderExcluir
  2. esse site foi um site bem emportante e se me permitem porque não falam da historia de medusa do inicio ao fim assim as pessoas ficariam mais entereçadas nesse site e procure fazer textos grandes, pequenos paragrafos não valem o documento todo.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, me ajudou bastante como fonte para trabalho escolar.

    ResponderExcluir